Notícias

Apresentação exclusiva de peça do Festival de Teatro Infantil Brinque ocorreu durante a festa julina do Projeto Utoppia, iniciativa que conta com apoio da AEW-PR

Instituição em Piraquara acolheu e tratou gerações de pessoas com hanseníase, vindas de todas as regiões paranaenses; hoje é sede do Hospital de Dermatologia Sanitária do Estado

Estar atento aos seus sinais e sintomas, além de buscar auxílio médico, é fundamental para que ocorra a quebra da cadeia de transmissão da enfermidade

Programa brasileiro é o maior do mundo e atende 63% da população. Segundo estudo, iniciativa foi responsável pela redução de 27,5% da mortalidade por doenças infecciosas

A ideia é imunizar os familiares com a vacina BCG e tratar os pacientes para evitar a propagação da doença

Mais de 28 mil bebês nascem a cada ano no Brasil com essas doenças. Com o diagnóstico feito precocemente e o tratamento realizado em tempo oportuno, os pacientes podem ter uma vida normal

Assim como a febre amarela era encarada há poucos meses, outros males são vistos como problemas de saúde pública superados. Mas ainda há muito a ser feito para o controle dessas enfermidades, como a hanseníase

Protótipo desenvolvido pelo Laboratório de Hanseníase do Instituto Oswaldo Cruz já está em fase de validação e registro. Exame é baseado na detecção da micobactéria que causa a doença

Durante a ocasião, foram entregues exemplares do livro “Hanseníase: a luta contra uma doença há muito esquecida – Um diário da Berlim contemporânea”, de Evelyne Leandro

Durante sua trajetória, o profissional não mediu esforços para lutar contra a doença e o seu decorrente estigma social

Mostra foi aberta no Hospital de Dermatologia Sanitária do Paraná e, com fotos e objetos, conta parte da história da instituição e do controle da doença

Durante a celebração do aniversário da instituição, será inaugurada uma exposição de fotos e objetos que marcaram a história do combate à doença no Paraná