Notícias >

Parceria viabiliza complexo de saúde na região Norte de Curitiba

O governador Beto Richa assinou nesta quinta-feira (06/09), no Palácio Iguaçu, um protocolo de intenções para a criação de uma comissão técnica que vai elaborar um plano para a construção de um centro integrado de saúde na região Norte de Curitiba. O projeto envolve o Hospital Pequeno Príncipe, Prefeitura de Curitiba e Associação Eunice Weaver do Paraná.

A proposta é implantar o Hospital Geral Metropolitano, com pronto-socorro adulto e pediátrico, e o Centro de Especialidades Regional. O complexo de saúde atenderá a população da capital e municípios do entorno, como Almirante Tamandaré, Colombo, Piraquara e Pinhais.

O projeto prevê a instalação de um hospital com 250 leitos, sendo 60 para Unidade de Terapia Intensiva (UTI), e cinco centros cirúrgicos. O centro de especialidades realizará consultas e exames nas áreas de maior demanda de atendimento.

“Demos o primeiro passo para a concretização de uma reivindicação antiga da população da grande Curitiba e colocamos em prática mais um conjunto de ações previstas no plano de governo. Assim garantimos uma saúde de mais qualidade e avanços no sistema de saúde do Estado do Paraná”, disse Richa.

O governador lembrou que o sistema de saúde do Estado será ampliado com a instalação de 22 centros de especialidades em todas as regiões. “Os centros ofertarão atendimento de consultas, realização de exames e cirurgias ambulatoriais para toda a população”, afirmou o secretário de Estado da Saúde em exercício, Renê Santos.

INVESTIMENTO – Segundo o diretor-corporativo do Pequeno Príncipe, José Álvaro Carneiro, a estimativa inicial de custo do centro chega a R$ 100 milhões, com a geração de três mil empregos. O complexo receberá o nome de Campus Integrado em Saúde Juril Carnasciali – Pequeno Príncipe.

A presidente da Associação Eunice Weaver do Paraná, Ety Cristina Forte Carneiro, destacou que a iniciativa foi possível a partir da união de esforços das instituições com o poder público. “Quando a gente encontra parceiros comprometidos proporcionamos mais sinergia para a nossa comunidade com foco na saúde e desdobramentos nas áreas da pesquisa e ensino”, afirmou.

O futuro centro integrado de saúde será instalado numa área de 165 mil metros quadrados, localizado ao lado da Base Aérea do Bacacheri. O terreno pertence à instituição filantrópica Associação Eunice Weaver e foi cedido em comodato ao Complexo Hospital Pequeno Príncipe.

A comissão técnica ficará responsável pela elaboração de um projeto para a construção do centro, no prazo de 180 dias. O grupo será formado por oito membros, sendo quatro titulares e quatro suplentes. A primeira reunião acontecerá em até 30 dias.

“Iniciamos um grande projeto de atendimento na área da saúde e assim ampliaremos o sistema de saúde pública do município ao lado dos hospitais e centros de urgências da capital”, disse a secretária municipal da Saúde, Eliane Chomatas.

O projeto também prevê a transferência do Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe e das Faculdades Pequeno Príncipe e a construção de um Centro Cultural. A previsão para a construção do complexo são 2 anos.

O comissão técnica tem representantes do Governo do Estado, prefeitura de Curitiba e Complexo Pequeno Príncipe. No projeto constarão fontes financiadoras, prazos, dimensionamento técnico e viabilidade jurídica.

Participaram da assinatura do protocolo, o secretário chefe da Casa Civil, Luis Eduardo Sebastiani; o secretário chefe de Gabinete, Deonilson Roldo; o subchefe da Casa Civil, Guto Silva; a procuradora geral do município, Claudine Camargo Bettes; a presidente da Associação Hospitalar de Proteção à Infância Dr. Raul Carneiro (entidade mantenedora do Complexo Pequeno Príncipe) , Ety Conceição Gonçalves Forte.

Fonte: http://www.cidadao.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=70713&tit=Parceria-viabiliza-complexo-de-saude-na-regiao-Norte-de-Curitiba